A Alexa é a assistente de voz da Amazon.







A Alexa é a assistente de voz da Amazon, e está disponível em aparelhos como o Echo, Echo Dot, Fire TV Cube, entre outros. Por meio de comandos de voz, o software faz buscas, reproduz músicas e interage de diferentes formas, sempre com reações próprias. A assistente pode ser ativada com uma "wake word", que é configurada pelo usuário. Outro recurso é o Alexa App, para ajustes e informações sobre o dispositivo onde a Alexa está instalada.








Amazon Echo Show: testamos as caixas de som inteligentes com tela Modelos têm Alexa integrada e podem controlar outros dispositivos conectados pela casa; veja se vale a pena para você

Por Yuri Hildebrand, do Home Office 11/04/2020 07h01 Atualizado há uma semana

Yuri Hildebrand/TechTudo

Amazon Echo Show 5 e Amazon Echo Show 8 são duas caixas de som inteligentes com tela da Amazon que estão disponíveis para comprar no Brasil por R$ 599 e R$ 899, respectivamente. A primeira, com visor de 5,5 polegadas, foi lançada ainda em 2019, enquanto a segunda, de 8 polegadas, chegou ao país em fevereiro deste ano. A principal diferença entre os produtos é justamente o display, que mostra sugestões para interagir com a Alexa e pode até exibir filmes e séries por meio do Amazon Prime Video. Confira a seguir as nossas impressões das duas caixinhas Echo Show à venda no mercado brasileiro. Amazon começa a entregar produtos no mesmo dia da compra Amazon Echo Show está à venda no Brasil em duas versões, com 5,5 ou 8 polegadas — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo Tela e design As duas Echo Show têm a mesma proposta de design. O corpo tem acabamento em tecido e uma região emborrachada na parte de baixo, que fica apoiada à superfície. Há a opção de comprar uma base para o modelo, que fica encaixada nessa estrutura e deixa a tela na vertical – o que deve ser bastante interessante nas chamadas de vídeo. Além disso, a traseira das caixinhas traz uma entrada auxiliar, para caso o usuário queira aumentar a potência do som com outro speaker via cabo, e uma porta microUSB, que também serve de fonte de energia – além do próprio cabo de força. Na parte de cima, ficam os controles de volume e um botão para mudar desligar o microfone, evitando que a Alexa seja acionada por meio de voz – o que pode acontecer sem querer de vez em quando. É ali que também está uma espécie de trava que fecha a câmera de forma manual. Os outros comandos são dados ou por meio de voz, com a assistente, ou no próprio display, que é sensível ao toque. A interação com a tela é um pouco limitada, mas, às vezes, é necessária. Para acessar serviços como o YouTube, por exemplo, o usuário não tem outra opção. Trava manual para a câmera dá maior segurança ao usuário — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo Em termos de qualidade, o visor não deixa a desejar. Apesar de não trazer uma resolução alta, seu ângulo de visão é suficiente, e é possível assistir aos conteúdos exibidos praticamente de qualquer posição. Para ver qualquer vídeo na cozinha, por exemplo, as Echo Show são boas opções, mas não substituem uma TV para o quarto, por exemplo. Um ponto bastante negativo do design – que pode ser contornado com a base vendida separadamente pela Amazon – é inclinação dos aparelhos. Repousando sobre uma superfície reta, as caixinhas têm suas câmeras apontadas para cima. Portanto, recursos como o Drop In, que permite assistir o que está sendo gravado sem a necessidade de chamada, não funciona da melhor forma para ficar de olho em bebês dormindo em outro cômodo, por exemplo. Para chamadas de vídeo, também é necessário estar atento para encontrar a melhor posição no quadro, o que não deveria ser tão complicado, já que a proposta é facilitar esse tipo de interação em relação ao celular. Inclinação da tela pode ser um problema; vale considerar a base vendida separadamente na Amazon — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo







Microfone Durante os testes, foi possível perceber algumas diferenças importantes em relação à captação do áudio. A Echo Show 5, por exemplo, apresenta dificuldades para reconhecer o que está sendo dito – sobretudo quando está reproduzindo uma música em volumes mais altos. Em alguns casos, nem mesmo em um ambiente silencioso o modelo consegue reconhecer os comandos, rendendo alguns gritos de "Alexa!". Além disso, a interação acabar terminando em uma ação completamente diferente da desejada, o que chega a ser frustrante. Já a Echo Show 8 se mostrou melhor nesse quesito, entendendo os comandos mesmo a distâncias maiores. De modo geral, para ter uma experiência melhor – e não precisar ficar gritando para que a Alexa escute –, vale a dica de não instalar a caixinha perto de uma TV. Som A reprodução é mais um ponto em que a diferença fica bastante nítida. A Echo Show 8 conta com graves potentes, sendo bem mais interessante para ouvir músicas, por exemplo. Mas, de qualquer forma, vale ressaltar que nenhuma delas vai se sobressair nesse quesito, principalmente em relação a caixas de som de marcas como JBL, Sony, LG, entre outras. O foco, mais uma vez, é a integração com a assistente Alexa e seus serviços no geral. A versão de 8 polegadas da Amazon Echo Show pode ser uma boa para assistir a filmes e séries — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo A boa potência de áudio da Echo Show 8, além da tela maior, a torna uma boa opção para usuários interessados em assistir a filmes e séries pelo Amazon Prime pelo aparelho, por exemplo. A versão de 5,5 polegadas também tem um som alto, mas com agudos mais fortes. Um ponto muito positivo ao testar os dois produtos é criar um conjunto de alto-falantes, ou seja, reproduzir músicas nas duas Echo Show ao mesmo tempo. Esse recurso fica disponível no app Alexa e pode ser utilizado com qualquer speaker da Amazon. Dessa forma, é possível aproveitar o melhor de dois mundos e em ambientes diferentes.



Saídas de som da Amazon Echo Show 5 ficam na parte de baixo da caixinha; graves não agradaram — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo Conteúdo Além do Prime Video e da possibilidade de ouvir músicas via Spotify, algo que acontece em todas as Amazon Echo, as versões com tela podem ser utilizadas para ler (ou ouvir) seus e-books salvos no Kindle, e também acessar a Internet por meio dos navegadores Silk, da fabricante, ou Mozilla Firefox. Portanto, é possível deixar a caixinha na cozinha para acompanhar receitas online, por exemplo, sem a dificuldade de ter que apoiar o celular no lugar ideal. As skills oferecidas pela Amazon também são bastante interessantes, permitindo ao usuário ouvir suas rádios preferidas, jogar jogos de quiz ou até reproduzir sons de animais – algo bem legal para crianças mais novas. Por meio do app Alexa, também é possível criar rotinas, com sequências de ações ativadas por meio de um só comando. Dessa forma, um "Alexa, boa noite" pode apagar as luzes, assim como o "Alexa, dispensar alarme" pode acendê-las pela manhã. Funções de casa conectada são ponto forte das caixas de som inteligentes — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo Vale ressaltar que isso só é possível com lâmpadas inteligentes compatíveis, como as Philips Hue ou Positivo Casa Inteligente, por exemplo. Também é possível interagir com outros produtos conectados com a caixinha, como ar-condicionado, tomada smart, entre outros. Lembrar o que você precisa comprar também fica mais fácil, já que basta pedir à assistente para adicionar os itens e abrir o aplicativo no mercado com a lista atualizada. Da mesma forma, é possível programar alarmes com diferentes sons pelo app, ou pedir toda noite para a Alexa despertar no horário desejado. Pedir comida pelo iFood ou solicitar viagens pelo Uber também são tarefas possíveis na caixinha.


Usuário pode fazer pedidos de comida pelo iFood ou até solicitar viagens via Uber na caixinha — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo Outra funcionalidade interessante é tirar dúvidas sobre diversos assuntos, como fazer contas e descobrir datas históricas. A Amazon disponibiliza ainda algumas informações relevantes relacionadas ao novo coronavírus, como dados atualizados, dicas de higiene, entre outras informações. Echo Show 5 ou Echo Show 8? A questão é: qual das duas escolher? A opção menor e mais barata é, sim, inferior em relação à Echo Show 8. Não apenas no tamanho de tela, mas também no desempenho de som e no microfone, o que pode fazer a diferença na hora da compra. Mas, custando R$ 300 a menos em relação à versão mais potente, a Echo Show 5 pode ser bem interessante, já que traz ainda mais funções em relação à Amazon Echo e custa R$ 100 a menos. Além disso, por ser compacta, a caixinha pode ser instalada na cozinha sem ocupar muito espaço, assim como funcionar como uma espécie de relógio e despertador ao lado da cama. Amazon Echo Show 5 é menor e mais barata, o que pode ser interessante para alguns usuários — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo A Echo Show 8, por sua vez, pelo perfil robusto, está mais para uma central de entretenimento. Boa capacidade de som e tela maior para assistir aos conteúdos do Amazon Prime Video são seus pontos positivos, além de ter uma captação suficiente no microfone. O modelo, portanto, passa mais confiança na hora de ouvir músicas, substituindo facilmente uma caixa de som intermediária – com o bônus do vídeo e da Alexa integrada.

6 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

Piercing Smoke Dragon Tattoo

Smoke Dragon Tattoo and Piercing is the biggest and most respected tattoo studio in downtown Rio de Janeiro (Centro) We're located in Saara, 2 mins away from Uruguaiana subway Station and Tiradentes V

Smoke Dragon Tattoo e Piercing  Rua da Conceição 25 B  Saara / Centro / Rio de Janeiro 

Tel: (21)96948-0570   CNPJ:167155940001-57  sdcontato@hotmail.com

  • smoke dragon tattoo e piercing
  • smoke dragon tattoo e piercing / face book